Os supercomputadores atuais também podem mapear o universo e estão cada vez mais conectados aos segredos do espaço. 

Agência australiana denominada CSIRO, inovou ao criar um radiotelescópio possibilitando a conexão da ciência com o universo, esse novo equipamento foi denominado de ASKAP e veio acompanhado com apelido de “Google Maps do Universo”. 

Através dessa nova tecnologia, é possível buscar detalhes do mais profundo universo, segundo a revista Publications of the Astronomical Society of Australia, os cientistas e criadores do radiotelescópio ficaram impressionados com o desempenho da máquina, mais de 12 dias no espaço o equipamento registrou mais de três trilhões de galáxias, onde 1 milhão delas são registros inéditos. 

Apesar da ciência ser nova no campo espacial, o avanço se mostra gigante, ASKAP possui lentes panorâmicas que detalham aspectos ocultos do espaço. 

Mesmo em fase de testes é inegável o avanço conquistado pelos cientistas australianos, atingindo uma visualização de 83% de todo o céu.  

“Esse censo do universo será usado por astrônomos ao redor do mundo para explorar o desconhecido e estudar tudo a respeito da formação de estrelas e de galáxias”, finaliza o cientista líder do projeto David McConnel. 

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.