A banda Queen está ganhando 100 mil libras por dia com os direitos da cinebiografia Bohemian Rhapsody. Esse dinheiro é fruto de faturamento de £ 42 milhões em 12 meses, segundo o relatório da Companies House, divulgado pela Music News.

O filme de 2018 que traz o ator Rami Malek interpretando o vocalista do grupo, Freddie Mercury, fez £ 700 milhões, cerca de R$ 4,8 bilhões, em todo o mundo nas bilheterias e continua sendo um grande sucesso nos serviços de streaming.

Além disso, fãs da banda inglesa estão especulando se haverá uma sequencia do filme. Quem tem falado sobre o assunto nas redes sociais é Rudi Dolezal, filmmaker austríaco que já produziu vários trabalhos da banda.

Em entrevista ao site Page Six em março de 2019, ele disse que essa possibilidade estava sendo discutida pelos integrantes do grupo britânico. “Estou certo que a banda tem planos para fazer uma continuação a partir do show do Live Aid”, disse Dolezal, destacando o momento no qual se encerra a história do filme que foi levado aos cinemas.

Além disso, o guitarrista Brian May, em entrevista à Classic Rock, não descartou essa hipótese: “Pensaram que iríamos retratar Freddie morrendo no meio do filme, o que seria uma completa besteira. Entendemos que o Live Aid foi um ponto de ascensão para encerrar o filme. E, quem sabe, pode haver uma sequência [risos]”, comentou.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.