Fim de semana triste para a música. A cantora, produtora e DJ escocesa, Sophie, morreu aos 34 anos no último sábado. O falecimento foi lamentado pela gravadora PAN e por amigos próximos nas redes sociais.

A jovem artista morreu após subir em um lugar mais alto para apreciar a lua cheia, quando escorregou e sofreu uma queda. Ela morava em Atenas, capital da Grécia. A assessoria confirmou o óbito pouco depois.

A equipe da artista também escreveu que Sophie “foi pioneira em um novo som, uma das artistas mais influentes da última década”. Também publicaram nas redes sociais que ela se destacava “não apenas pela produção engenhosa e criatividade, mas também pela mensagem e visibilidade que foi alcançada. Um ícone de libertação.”

Sophie Xeon nasceu em Glasgow, na Escócia, e se tornou sucesso com uma música pop que carregava no peso dos sintetizadores. Em 2019, ela foi indicada ao Grammy de Melhor Álbum de Dance e Eletrônica, pelo disco de estreia “Oil of Every Pearl’s Un-Insides”. Além disso, ela foi a primeira artista transgênero a ter uma indicação na maior premiação da música.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.