Um dos mais importantes diretores do cinema francês, Bertrand Tavernier, morreu nessa quinta-feira (25), aos 79 anos, anunciou o Instituto Lumière, que ele presidia.

Em postagem no Twitter, a instituição informou: “Junto com sua esposa Sarah, seus filhos Nils e Tifanny e seus netos, o Instituto Lumière (…) comunica com tristeza e dor o falecimento hoje de Bertrand Tavernier”.

O cineasta nasceu em 25 de abril de 1941 em Lyon (centro-leste da França). Filho do escritor e combatente da resistência René Tavernier, ele descobriu o cinema durante uma estada em um sanatório. Ele foi um artista comprometido com obra eclética e reconhecido no exterior. Bertrand Tavernier também dirigiu diversos filmes de época e contemporâneos, com predileção por temas sociais.

Alguns de seus filmes foram amplamente premiados:

  • prêmio Louis-Delluc de 1974 para “O Relojoeiro”,
  • indicação ao Oscar de 1983 por “A Lei de Quem Tem o Poder”,
  • prêmio de direção em Cannes em 1984 por “Un dimanche à la campaign”,
  • BAFTA 1990 de melhor filme estrangeiro por “A vida e nada mais”,
  • Urso de Ouro em 1995 em Berlim por “L’appât”,
  • Leão de Ouro em Veneza pelo conjunto da obra (2015).

Além disso, Tavernier era um grande cinéfilo, tanto que se preocupava com a preservação e transmissão de filmes, movido tanto pelo desejo de defender o cinema independente francês como pela paixão pelo cinema americano do século XX.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.