“Há sempre uma sensação de que podíamos ter dado mais”, confessou.

Após a emissão de estreia, a artista admitiu ter tido dificuldade em adormecer por ter a “sensação” de que podia ter feito melhor.

“Estou a tentar escrever isto há uns minutos e a apagar e a escrever outra vez. Depois do primeiro dia de provas cegas, eram cinco da manhã e continuava a olhar para o teto. Há sempre uma sensação de que podíamos ter dado mais, feito mais, falado melhor. Há sempre uma pergunta a ecoar na cabeça: ‘mas quem é que eu acho que sou para estar nesta posição?’”, explicou.

“A vida vai acontecendo e somos surpreendidos com desafios novos, alguns demasiado grandes para sentirmos que estamos à altura de supera-los”, acrescentou.

Ela também fez questão de agradecer à RTP pelo convite para integrar este projeto, aos participantes e aos colegas mentores, com quem tem divido esta aventura.

“Obrigada por este convite, obrigada a todas as crianças que seguem destemidamente os seus sonhos e nos inspiram tanto, obrigada aos pais que tão bem nos recebem acarinham, obrigada à produção toda e à paciência infinita. E obrigada meus colegas. Sou fã de todos, e em vários momentos sou tão espetadora quanto o público que vos vê, porque fico só a admirar-vos”, concluiu.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.