O cantor, vencedor do programa “Ídolos”, em 2009, viu o seu carro ser vandalizado e o computador de trabalho levado.

Além de a pandemia da Covid-19 ter afetado os seus concertos, o artista foi alvo de um ato de vandalismo que o fez ficar sem algumas músicas.

“A vida por vezes prega-nos rasteiras que nos deixam mais frágeis… além da situação estranha e difícil deste ano devido à Covid-19 com o cancelamento de concertos e perspetivas de trabalho adiadas”, começou por desabafar.

“Não ajuda muito roubarem o teu computador do carro, que por sinal tem lá dentro parte das canções do teu disco de originais, investimento de tempo dos músicos e pessoas que me acompanham e que não merecem este episódio”, prosseguiu.

“Vamos recomeçar a gravar o que falta nos próximos dias, mas custa muito tudo isto. Aos que roubam ou têm atos de vandalismo que de alguma forma a vida os ensine e aprendam a não cometer este e qualquer outro crime”, concluiu.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.