Informações divulgadas pelo Relatório de Transparência do Google mostra que no ano passado o Youtube removeu mais de 7,8 milhões de canais, 34,7 milhões de vídeos e 4,8 bilhões de comentários de sua plataforma por violação de diretrizes da comunidade.

Para quem não, sabe, quando um canal é removido do Youtube, todos os vídeos e comentários presentes são automaticamente excluídos. Segundo o Google, os conteúdos podem ser apagados por algumas razões, dentre elas o acúmulo de avisos de violação de regras da comunidade, como publicação com spam, conteúdo enganoso e golpes. A quebra desse conjunto de normas causou 85,48% das rescisões em 2020. Somente no último trimestre 2 milhões de canais foram deletados, enquanto o trimestre contabilizou maior número de vídeos apagados, mais de 11 milhões.

As denúncias na categoria segurança infantil, que desrespeitaram o bem-estar emocional ou físico de menores, representaram 53,28% das remoções de vídeos do ano passado. 

Outro dado apresentado é que o Brasil ocupou o terceiro lugar no ranking de vídeos apagados por país, com o total de 2.954.559. Os Estados Unidos e a Índia se revezaram entre primeiro e segundo lugar, a depender do trimestre, acumulando ao final do ano os totais de 5.379.926 e 5.494.333 de vídeos deletados, respectivamente.

Mesmo com tantas denúncias e conteúdos apagados, os números de canais removidos ainda são menores do que os registrados em 2019, quando 12,3 milhões foram deletados majoritariamente por spam. Já o número de vídeos apagados em 2020 é maior do que em 2019, que foi de 31,9 milhões.

O relatório de transparência do Google é emitido a cada trimestre. 

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.